sexta-feira, 18 de novembro de 2011

E o resto é imperfeito


Tão perto, tão longe. A verdade é que a gente só sente o tamanho da queda quando já está no chão. Mas tudo bem, a gente recolhe os caquinhos e junta tudo outra vez e a vida segue. Pelo menos para algo serviu, hoje eu tenho a certeza que posso. A velha insegurança já não mora mais aqui.

2 comentários:

  1. Isso mesmo, querida.
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Se sente mais solto pra cair, quem sabe levantar várias vezes. Lindo!

    ResponderExcluir